Atualidade
SANTEIROS DE SÃO MAMEDE DO CORONADO ELEITOS MARAVILHA DA CULTURA POPULAR PORTUGUESA
07 de Setembro de 2020
0 comentários

ARTE SACRA DO MUNICÍPIO DA TROFA REPRESENTOU O DISTRITO DO PORTO NO CONCURSO DA RTP, CUJA FINAL DECORREU ESTE SÁBADO, EM BRAGANÇA

Entre 504 candidaturas e várias etapas de eliminação, os Santeiros de São Mamede do Coronado foram, este sábado, eleitos como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular. A Grande Final do concurso da RTP decorreu em Bragança, numa noite recheada de emoção que deu vitória à arte sacra que se faz no Município da Trofa.

Não faltou emoção e nervosismo na Grande Final das 7 Maravilhas da Cultura Popular, que decorreu este sábado, num programa da RTP1 transmitido em direto de Bragança.

O primeiro lugar na tabela foi praticamente constante durante a emissão da tarde, mas a notícia surgiu já depois da meia noite: os Santeiros de São Mamede do Coronado foram um dos eleitos das 7 Maravilhas da Cultura Popular.

Representando a Câmara Municipal da Trofa, entidade promotora da candidatura, o Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Sérgio Humberto, subiu ao palco para receber o troféu vencedor. “Obrigada a todos os Trofenses, a todos os que, em Portugal e no mundo, votaram neste património, à equipa da Câmara Municipal da Trofa, que entre mais de 500 candidaturas tornou isto possível. Ao nosso padrinho, Professor Manuel Thedim, ao nosso santeiro Augusto Ferreira, ao Vereador da Cultura, Arenato Pinto Ribeiro e a todos os Santeiros que deixaram este legado”.

A representar os Santeiros do Coronado esteve o artesão Augusto Ferreira, bem como o padrinho da candidatura, Professor José Manuel Tedim.

A Arte Sacra que se faz no Município da Trofa é centenária e tem levado o nome do Concelho dentro e fora de portas. Exemplo máximo desta arte é a Imagem de Nossa Senhora de Fátima, que está na Capelinha das Aparições, no Santuário de Fátima, visitado por milhões de crentes todos os anos, e ainda a Virgem Peregrina, que já percorreu o mundo, ambas criadas pelo Mestre Santeiro José Ferreira Thedim, em 1920.

Depois da consagração com o reconhecimento do SELO DE 7 MARAVILHAS, a Câmara Municipal da Trofa pretende continuar a aposta nesta que é uma das suas mais fortes matrizes identitárias. “Os Santeiros de São Mamede do Coronado são uma marca Trofense. É com muito orgulho que vemos esta arte reconhecida, mas queremos que este reconhecimento não se perca. Temos muitos projetos associados ao trabalho dos mestres santeiros para levar a cabo”, explica Sérgio Humberto.

Dentro do tema “Cultura Popular” estiveram a concurso sete categorias, designadamente Artesanato, Lendas e Mitos, Festas e Feiras, Músicas e Danças, Rituais e Costumes, Procissões e Romarias, e Artefactos. Para além dos Santeiros de São Mamede do Coronado, Trofa, em representação do distrito do Porto, foram vencedores o Bailinho da Madeira, as Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios (Lamego), o Criptojudaísmo de Belmonte (Castelo Branco), a Romaria de São João D’Arga (Caminha), a Romaria de São Bartolomeu (Ponte da Barca) e o Colete Encarnado (Vila Franca de Xira).

Comentários
Sem comentários
Publicidade
Vídeos
ALAMEDA DA ESTAÇÃO DA TROFA
RESUMO VISITAS À EB2/3 PROF. NAPOLEÃO SOUSA MARQUES
BELIVE TROFA 2019 - RESUMO